Coça-coça

Coça-coça

A coceira em cães podem ocorrer por diversos motivos. Ela pode ser intensa ao ponto de provocar perda de pelos, lesões e até mesmo em alguns casos, automutilações.

Neste assunto vamos abordar os motivos mais frequentes do coça-coça sem parar dos cães, o que deve ser analisado e quais medidas adotar.

Os grandes responsáveis em sua maioria, pela coceira, são os parasitas externos (sarna, pulgas, piolhos, carrapatos, etc), as alergias também ocorrem com frequência, podendo ser os responsáveis os micro-organismos e os materiais biológicos presentes na poeira doméstica. Mas a frente abordaremos com mais detalhes essas questões.

Antes de começar a leitura, procure prestar bastante atenção nas informações e observe se o seu cão está sofrendo com o incomodo da coceira. Talvez possamos a ajudar!

 

SARNA:

A escabiose, dermatite causada pela sarna, é considerada a que mais causa coceira nos animais, geralmente ocorre nas regiões da cabeça, membros anteriores e na região abdominal. Animais ou ambientes infectados pelos ácaros da sarna afetará rapidamente o seu cão. Antes de adotar qualquer procedimento, procure um veterinário, felizmente essa doença é de fácil diagnóstico e tratamento, mas é uma zoonose!

Aqui vai um alerta!

– Cuidados com os Pet shops, se você já leva o seu cão em algum pet shop de sua preferência, vale a pena você visitar o espaço do banho e tosa, onde exatamente o seu cão toma banho e esperará por você até você voltar para buscá-lo. Pense como se você quisesse visitar a cozinha de um restaurante. Com olhos clínicos, analise a higiene do ambiente e principalmente como são armazenadas as toalhas e o seu descarte após o uso. Infelizmente alguns pet shops compartilham ou apenas lavam as toalhas em um processo normal sem esterilizá-las e higienizá-las. O ideal que as mesmas sejam embaladas e lacradas uma a uma para evitar o contágio e o compartilhamento de doenças e alergias de outros cães.

Seu cão pode estar exposto ao risco! Tome cuidado!

VAI UMA DICA?

O Pet Max Thibor, atende o seu cão em domicílio, tratado em seu ambiente familiar, seu cão fica longe de contrair doenças, pulgas, carrapatos e o melhor sem estresse! Experimente! Entre em contato conosco!

 

PULGAS:

Você sabia que o nível de sensibilidade à pulgas é o que determina o grau da coceira do cão? Ou seja, diferente do que todo mundo pensa, não é necessário um número grande de parasitas na pele do cão para desencadear algum tipo de alergia. Neste caso, a coceira pode ser intensa mais comum na região lombar e posterior, podendo alastrar para o corpo inteiro.

E mais uma vez ressalto! Cuidado com as idas ao Pet Shop, conheço muita pessoas que se queixam que seus cães pegaram pulgas e carrapatos ao voltar do pet shop. Isso de fato não é difícil de acontecer, vou lhes contar o porquê:

– Alguns pet shops possuem as gaiolas em fileiras, aquelas que são uma em cima da outra, pois bem a distância entre elas é ZERO, pois são uma em cima das outras, certo? Você sabe o quanto uma pulga pode saltar em média? A resposta é 33 cm, isso significa 220x o próprio comprimento do corpo e 150x a própria altura do corpo. Fonte: blogspot.com.br

CURIOSIDADE: O período de vida de uma pulga é curto, cerca de 3 meses, porém cada pulga é capaz de pôr 2 mil ovos durante o seu curto período de vida. O maior problema é que 95% dos estágios da pulga (ovos, larvas e pupas), não ficam no cachorro e sim no ambiente. Os passeios também são um risco para os cachorros! Portanto é imprescindível que o seu cão esteja sempre protegido contra esses parasitas. Fonte: frontline.com.br

 

DERMATITE ATÓPICA:

Essa doença é causada pelos alérgenos (fungos, bactérias, ácaros, polens, etc), ou seja, cães que possuem hipersensibilidade do organismo, desencadeiam a dermatite e possuem pele ressecada.

Essa doença é bem complexa, pois além de difícil controle, os motivos que as levam a sofrer esta alergia são muitos, dentre elas, a poeira doméstica, hábitos de higiene e o próprio ambiente em que o cão vive. Daí a grande dificuldade de se combater a alergia, uma vez que o cão está sempre exposto ao que causa a alergia.

 

ALERGIA DE ORIGEM ALIMENTAR:

Atenção leitores, essa alergia está presente na alimentação do seu cão! Uma proteína ou eventualmente algum conservante. Será extremamente importante que se faça uma dieta especial e supervisionada para descobrir o que de fato está causando a alergia. Mas lembre-se procure um veterinário, de preferência um dermatologista para que seja feito o tratamento correto, bem como seu diagnóstico.

 

Boa sorte!

Espero ter colaborado um pouco com essas informações! Até a próxima matéria!

 

Pet Max Thibor

2018-03-27T15:24:44+00:00